• rosanaknapp@caesdeluxo.com.br

  • Telefone e whatsApp: 51 84014370 e 51 84119397

Knapp Kennel Criando Shih Tzu com Qualidade há 30 Anos.

Clique aqui para ver o Menu

Shih tzu e sua História

 

historia da raça shih tzu

Shih tzu e sua história remonta da época da Dinastia de Manchu.

Na China foram criados cães de vários tamanhos e cores durante séculos. 

 

historia da raça shih tzuExistem vários documentos que comprovam em até 1000 anos antes de Cristo cães pequenos retangulares que provavelmente foram os antepassados de nosso Shih Tzu atual.

A palavra shih tzu significa em chinês leão. A origem do Shih Tzu é bastante obscura, mas é provável que a raça seja originária do Tibet.

A história dos Tibetanos “cães leões” são conhecidos com as doutrinas do Budismo. 
O leão se tornou um animal sagrado no Budismo na Índia onde a religião se originou. Mas o leão não era de origem chinesa, assim os eunucos chineses da corte e monges do Tibete criaram um cão de companhia para se assemelhar ao leão.

historia da raça shih tzuVárias pinturas chinesas antigas descrevem cães pequenos que foram tosados para se parecerem com leões, com tufos de pelos ao redor do pescoço, ao redor dos tornozelos e tufos de pelo na ponta da cauda tais como as dos leões. As estátuas de cães descrevem como o leão companheiro de Buda.

A entrada para um templo budista é freqüentemente defendida por um par de cães sagrados, o macho com sua pata dianteira em uma bola; a fêmea com sua pata em um filhote de cão.

Hoje em dia, existem proprietários de Shih Tzus que tosam seus cães para perecerem com os Shih Tzus antigos chineses.  
Sabe-se que durante a Dinastia de Manchu (século XVII) ocasionalmente se entregavam aos Imperadores da China como um tributo de grande honra um cão da raça Shih Tzu, assim eles se estabeleceram neste país. Eles ficaram conhecidos como pequenos cães sagrados no templo, onde eram cuidados pelos eunucos da corte. Sabe-se que uma das últimas autoridades, a Imperatriz viuva Cixi (Tzu Hsi), supervisionava pessoalmente a criação do raro e sagrado cão do palácio. Seu canil de Pugs, Pequineses e Shih Tzus era mundialmente renomados.

Embora ela supervisionasse seu canil cuidadosamente para manter as características das três raças imperiais, a criação foi levada a cabo pelos eunucos da corte que secretamente cruzaram as raças para reduzir o tamanho e produzir marcas incomuns e desejáveis.  Foram criados e selecionados cães para acompanhar as senhoras e combinar com seus vestidos coloridos. Por isso as diversas cores da raça.

Pouco se sabe como ficou a raça depois da morte da Imperatriz em 1908.  Alguns exemplares permaneceram no palácio e provavelmente outros foram doados a famílias importantes da China. 
A raça ficou extinta na China depois da revolução comunista de 1949.

Uma velha descrição chinesa da raça Shih Tzu descreve:

“Os olhos de dragões, cabeça de leão, boca e palma dos pés de rã, orelha de folha, dentes de arroz, pernas de elefante, cauda de espanador de penas, patas de flor de ameixa e movimenta-se como um peixe de ouro.”